terça-feira, 4 de janeiro de 2011

“Vila Prudente” Governo de São Paulo e o descaso com a Estação Vila Prudente.


Na noite desta segunda-feira, dia 3, a assessoria de imprensa da Companhia do Metropolitano de São Paulo – Metrô confirmou que não existe previsão para o término da operação assistida nas estações Vila Prudente e Tamanduateí da Linha 2-Verde.

As duas paradas funcionam apenas das 8h30 às 17h.

Na nota encaminhada à redação, a assessoria do Metrô menciona que a operação assistida visa “familiarizar a população” sobre a utilização das novas tecnologias oferecidas.

A estação Vila Prudente foi inaugurada há mais de quatro meses, no dia 21 de agosto de 2010, e a Tamanduateí exatamente um mês depois.

Vale ressaltar que nas demais estações da Linha 2 o prazo de “familiarização” durou cerca de 20 dias.

Apesar de indagada pela reportagem do jornal Folha de Vila Prudente, a assessoria foi vaga na hora de mencionar os problemas que vêm dando muita dor de cabeça à direção do Metrô.

A nota cita apenas que a operação assistida visa ainda “realizar os ajustes finais na operação de novos sistemas e equipamentos implantados” e repete outras afirmações feitas anteriormente.

Em seu site, no dia 23 de dezembro, o Metrô publicou na prestação de contas 2007 -2010 do Plano de Expansão que “dificuldades técnicas na implantação do novo sistema de sinalização e controle da movimentação dos trens, sob responsabilidade da Alstom, são a principal razão do atraso na operação em horário pleno”.

Conforme a Folha de Vila Prudente destacou em novembro, este novo sistema de controle de trens, conhecido pela sigla inglesa CBTC, foi implantado na Linha 2, justamente nas estações Vila Prudente e Tamanduateí.

Se estivesse funcionando como o esperado, o CBTC permitiria que mais composições fossem disponibilizadas na rede, diminuindo o intervalo entre elas e conseqüentemente, a espera nas plataformas.

Enquanto todo o conjunto de operação deste sistema (sinalização, comunicação e segurança) não estiver em excelentes condições, pode gerar riscos aos usuários.

A reportagem questionou também se será adotada alguma medida, inclusive judicial, contra a empresa fornecedora do sistema problemático.

O Metrô não respondeu.

Veja abaixo a nota oficial do Metrô.

Nota à Imprensa

O Metrô informa que a operação assistida nas estações Tamanduateí e Vila Prudente, da Linha 2-Verde, tem o objetivo de orientar e familiarizar a população sobre a utilização de novas tecnologias oferecidas, da mesma forma que visa realizar os ajustes finais na operação de novos sistemas e equipamentos implantados.

O início da operação comercial (das 4h40 às 24h) depende da conclusão bem sucedida de complexos e exaustivos protocolos de testes.

Tais testes ocorrem de forma isolada e posteriormente integrada, nos vários sistemas envolvidos em sua operação, como portas-plataformas, sistemas de sinalização, material rodante, entre outros.

O horário de operação assistida é das 8h30 às 17h.

As estações também funcionam aos sábados, domingos e feriados.

Enquanto durar o período de testes, o percurso entre estas estações é gratuito.

Para efetuar transferência para o sistema Metrô na estação Sacomã, ou para a Linha 10-Turquesa da CPTM, na estação Tamanduateí, os usuários deverão efetuar o pagamento da tarifa.

COMPANHIA DO METROPOLITANO DE SÃO PAULO - METRÔ SP

Comentário Blog Cobra Notícias: essa é bem a cara da política do PSDB/DEM inaugurar as coisas sempre pela metade, com o objetivo de poder inaugurar inúmeras vezes.

Vai ser incompetente assim lá longe!!!!

3 comentários:

Vanessa disse...

Bom dia! Eu estava procurando essas informações na semana passada, queria saber se a Tamanduateí estava funcionando 100%. Bom, agora já sei!

Fizeram isso pois estavam em época de campanha, então apressaram as coisas e entregaram as estações assim. Agora quem se ferra é a quem precisa usar!

Outra coisa, entre as estações Tamanduateí e Vila Prudente tem uma obra do metro, próximo à Rua Ibitirama em frente a um mercado que simplesmente o governo e o Metro abandonaram a obra! Inclusive eles apagaram o logo do metro e do governo dos muros. Engraçado né? Pq, a obra não é mais deles? Simplesmente largaram aquela coisa feia lá, até pixaram no muro "ABANDONO GOVERNO".

Simplesmente ridículo.

Marcos Santos disse...

Obrigado pela sugestão de pauta.
Estou encaminhando para a repórter responsável por cobrir essa região.

Grato!
Marcos Santos

Roberto disse...

Impressionante como nós, brasileiros de São Paulo somos tratados como retardados pelas autoridades. Estas estações estão atrasadas não meses, mas anos. Agora, antes das eleições inauguraram de forma precária e agora temos que continuar esperando. Precisamos cada vez mais da voz da imprensa para cobrar as providências, mas de forma constante. Não adiante fazer uma reportagem a cada 3 meses.